segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Começando o ano letivo com o pé direito!

A gente sabe que o ano letivo já começou há quase 1 mês na maioria das escolas, mas no Brasil, o ano começa mesmo depois do Carnaval, e a partir de agora é que "o bicho vai pegar" pra valer.
Por isso resolvi fazer um post com umas dicas legais, pra daqui alguns meses ninguém precisar recorrer à um outro post que fiz aqui, sobre recuperação escolar.

O que precisamos ter em mente, e passar para os nossos filhos, é que o processo de aprendizagem é algo contínuo e que no caso da escola tradicional, é feito ano a ano, série à série.
Como mães, é muito importante que conheçamos os responsáveis por nossos filhos na sala de aula, a professora, o professor ou os professores. É simpático e importante enviar ao menos um bilhete, desejando um bom ano ao professor e colocando-se à disposição. Isso demonstra que somos parceiros e estamos interessados na vida escolar deles.
Essa mesma atitude podemos estender aos coleguinhas e suas respectivas mães. É importante saber com quem nossos filhos brincam, e conhecer suas mães ajuda a saber qual é a educação que eles recebem, se é parecida com os nossos valores e também forma uma rede de proteção. Porque acaba que ficamos todas de "olho" no que acontece dentro e fora da escola com as crianças.
Na parte educacional, o ponto principal é a assiduidade. O ano letivo tem cerca de 200 dias, e nossos filhos só devem faltar quando for extremamente necessário. Todos os dias são transmitidos conteúdos que são importantes ao longo do ano, uma matéria ligada à outra, ou seja, cada conteúdo perdido refletirá em uma nova dificuldade a ser enfrentada pelo aluno.
Estudar é uma oportunidade. Oportunidade de evoluir intelectualmente, conhecer coisas novas, desenvolver perspectivas melhores de vida. A educação é a maior ferramenta de transformação humana que existe. Nossos filhos precisam entender como ir à escola é importante. 
Quando eles tiverem claro essa importância, é a hora de trabalharmos extra-escola com eles. Ensinando-os a ter rotina de estudos, todos os dias em casa. Nessa hora eles devem recapitular o que aprenderam na escola e realizar as tarefas de casa. Como pais, devemos supervisioná-los, ajudá-los a entender e chegarem sozinhos às respostas. Jamais devemos fazer as tarefas para eles. Quando mesmo ajudando, eles não compreendem o que devem fazer, é melhor deixar em branco e aconselhá-los a procurar o professor e dizer que não conseguiram fazer. Assim o professor pode diagnosticar melhor a dificuldade e saná-la da melhor maneira. Dúvida adiada é dúvida aumentada. Ensine seus filhos a não terem medo de perguntar ao professor quando não entenderem o conteúdo.

Seguindo esses passos, a chance do ano ecolar ser um sucesso é grande. A tríade: aluno-escola-pais é o ideal de educação bem sucedida. Vale à pena investir nela.
Grande beijo e ótimo ano pra todos!

Alyne



quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Limpeza de flores artificiais.

Oi gente! Tudo bom com vocês?
Já ensinei no Instagram, e agora ensino aqui para vocês, uma técnica infalível e super prática para limpar flores artificiais sem usar água!!!
É muito simples. 

Basta colocar as flores dentro de um saco plástico, colocar 1 punhado de sal refinado (de cozinha) dentro do saco, fechá-lo e balançar bastante. Depois de uns 2 minutinhos, basta abrir, retirar as flores, sacudir um pouquinho para cair qualquer resíduo do sal e estarão limpinhas!!

O sal absorve as partículas de poeira e esse processo é super rápido e não exige esforço. Fazendo 1x por mês, você não precisará partir para a lavagem, que foi o que fiz hoje.
Como viajei no final do ano, e depois foi aquela correria com as crianças de férias, acabei esquecendo delas, a poeira impregnou e tinha algumas sujeirinhas de mosca também (eca!). Então hoje, tive que lavá-las. Mas foi super fácil também e agora ensino pra vocês.


Arranjo sujo.

close.
   
Olhem como estavam!! Bem sujinhas mesmo!
Para lavá-las fiz assim:
Primeiro tirei o arranjo do vaso, e fui retirando as folhas e as flores. A base dele eu lavei só com água mesmo e já sequei.
As flores lavei uma a uma, usando apenas o sabonete Lux branco e uma escovinha de dentes. Não é preciso esfregar muito não, é um serviço delicado.



Flores artificiais secando.

Coloco para secar em cima de uma cadeira, à sombra. A maioria das flores é feita de um tecido mais frágil, além do que, o sol pode desbotá-las. Então sempre seque longe do sol. Levou cerca de 1h para estarem sequinhas. Aí é só montar o arranjo novamente. Ficou super limpinho e mega cheiroso!




Close da flor limpa.

Arranjo artificial limpo.


Espero que gostem e façam o método que melhor lhes atender. O do sal de estiverem apenas empoeiradas e a lavagem, se a sujeira estiver mais grossa.
Um super beijo e até a próxima!!

Alyne


terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Viajando para a Disney. Tirando passaporte e visto americano.

Quase todo mundo tem o sonho de ir pra Disney. 
Eu, particularmente, nunca tive. Achava uma coisa tão distante, que nunca fiz questão.
Há uns 2 anos meu marido começou a falar mais à respeito, a pegar no meu pé para providenciar nossos passaportes e tal, mas confesso que ficava adiando, achava que seria um dinheiro jogado fora.
Na escola onde meus filhos estudam, muitos amiguinhos iam nas férias, e acho que isso que despertou a curiosidade e a vontade neles de ir também.
Então no início do ano passado começamos a nos programar. Inicialmente iríamos no final de Novembro, mas depois adiamos para Dezembro, o que foi melhor ainda, afinal passamos o natal num lugar maravilhoso.
Não sei vocês, mas eu achava que Disney era uma coisa só, um parque só rsrs Me surpreendi quando a viagem começou a "sair do papel", comecei a pesquisar mais a respeito e descobri que na verdade são 6 parques, que formam um complexo, o Walt Disney World: Magic Kingdom, EpcotHollywood Studios, Animal Kingdom, Blizzard Beach e Typhoon Lagoon.
Destes 6, conhecemos 4. Ficaram de fora os 2 últimos, que são parques aquáticos.
Os parques são realmente lindos e muito grandes! Cada detalhe é super pensado, pra onde olhamos parece que estamos dentro de um filme ou num outro mundo mesmo.
Meus filhos adoraram e não vêem a hora de voltar, e confesso que eu e o marido também.
Saímos do Brasil no dia 15/12/2014 e retornamos no dia 31/12/2014.
Terei que dividir esse assunto em várias partes porque realmente é muito assunto e ficaria longo demais.
Então começarei falando sobre a parte burocrática da viagem, os passaportes e vistos. Depois farei 1 post sobre cada parque, assim acho que fica mais legal para vocês entenderem.


Foto oficial Walt Disney World 2014


Tirando o passaporte:

Falarei sobre o passaporte comum, que foi o que tiramos. O primeiro passo é entrar no site da Polícia Federal aqui e preencher um formulário de requerimento do passaporte.
Após preencher os dados, será gerado um boleto, e após o pagamento dele, você volta no site do Departamento da Policia Federal e agenda a data para comparecer ao posto do DPF. Existem diversos postos, agende um que fique mais próximo de você. Esse processo é bem rápido. Basta levar os documentos necessários, que você pode verificar a lista aqui e não leva nem 20 minutos para dar entrada no documento.
O policial verificará os documentos (que devem ser todos originais), tirará fotos, digitais e marcará uma data para que seja feita a retirada. O passaporte só é entregue à própria pessoa, salvo as crianças, que os responsáveis podem retirar.
*Agora um adendo, meu filho mais velho é fruto do meu primeiro casamento. Por isso foi necessário que eu levasse uma autorização por escrito do pai dele, assinada e autenticada, me autorizando a tirar o passaporte. Essa autorização também tem no site da PF e basta imprimir.*
O custo individual foi de R$ 156,07.

Tirando o Visto Americano

O primeiro passo é preencher o formulário DS-160 que contém todas as nossas informações pessoais, para apreciação do Consulado Americano.
Para quem não fala inglês, essa é a parte mais chatinha. Mesmo tendo tradução ao passarmos o mouse sobre a pergunta, é preciso responder em inglês, e isso é um pouco complicado, mas não impossível, já que nós conseguimos fazer. Mas se o desespero for muito, tem um site que ensina a preencher e até faz esse serviço todo, pagando uma taxa  aqui.
Após preencher a requisição, é preciso pagar uma taxa, no caso do visto de turista custa U$ 160,00 cada um, cerca de R$ 452,00 na cotação de hoje.
E então entrar no site do Consulado Americano e agendar a entrevista.
Essa parte ocorre em 2 lugares diferentes, primeiro vamos a um CASV (centro de atendimento ao solicitante de visto americano) para tirar as digitais e as fotos. E em outro dia, vamos ao Consulado Americano e falamos com um funcionário que concederá ou não o visto.

*Essa é a parte que todos temem. E por isso falarei mais à respeito.
Primeiro: a entrevista não é como uma entrevista de emprego, onde sentamos numa mesa com alguém a nossa frente, fazendo mil perguntas. Na realidade ficamos numa longa fila, e ao nosso lado tem várias cabines, com vidros, e do outro lado ficam esses funcionários. Quando chega a nossa vez, nos aproximamos (em pé mesmo) e eles fazem algumas perguntas.
Para nós ele perguntou o que faríamos nos EUA. Respondemos que seria turismo. Depois, perguntou no que meu marido trabalhava e já disse: "visto concedido". Super rápido.
Mas vi algumas pessoas apresentando documentos e respondendo bem mais perguntas. 
A dica que dou pra vocês é: não mintam ou omitam informações na hora de preencher a DS-160. Porque é claro que eles checam as informações e descobrirão a mentira. Por exemplo: se você faz declaração de imposto de renda como isento, não adianta preencher que ganha muito mais. Eles verão que as informações estarão contraditórias.
Após ter o visto concedido, voltamos pra casa com as mãos abanando rsrs Eles enviam nossos passaportes pelo correio.

Dica: nunca compre passagens e feche hotéis sem ter o passaporte com o visto em mãos. O processo pode atrasar, ou você pode ter algum problema e depois perder o dinheiro que investiu. E a taxa que pagamos não é reembolsada no caso de visto negado.



Bom, espero que tenha sido útil pra vocês! Em breve volto com as resenhas sobre os parques.
Super beijo,

Alyne



segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Dicas de limpeza usando álcool

O uso do álcool como produto de limpeza é bastante contestado devido seu alto poder de combustão. 
Há alguns anos, a versão em gel ganhou as prateleiras e a versão líquida perdeu espaço.
O assunto é polêmico, mas acima de tudo, como em tudo na nossa vida, é preciso ter cautela e usar com responsabilidade.
Eu tenho as duas versões em casa e uso para fins diferentes. Gosto bastante, mas claro, mantenho num local seguro, longe das crianças e também longe do calor excessivo, para evitar acidentes.


Álcool líquido
Álcool gel














Mostrarei pra vocês aqui, 3 tipos de limpeza que faço usando álcool, dois na versão líquida e um na versão gel.

1- Limpando riscos de caneta ou canetinha em cortinas e sofás.

Para fazer essa limpeza é fácil. Basta aplicar um pouco de álcool num algodão ou pano limpo branco, e passar delicadamente sobre o risco. Não funciona em todos os tecidos, mas na maioria sai na hora. Devemos usar o algodão ou um pano branco, para evitar que saia tinta deles e manche ainda mais o local. Vá passando e virando o pano, até que saia tudo. Vejam esse antes e depois da minha cortina:

Foto publicada no Instagram @coisasdaalyne

2 - Tirando respingos do ferro de passar em roupas limpas.

É muito chato quando a gente está passando roupa e vaza um pouco de água do ferro. Essa água geralmente vem com um pouco de ferrugem ou é escura. Na mesma hora que acontecer esse acidente, passe um pano branco com álcool sobre a mancha, espere 1 minutinho e passe a roupa novamente. Sai na hora e você não precisará lavá-la novamente. Veja um exemplo desse tipo de mancha:

Tecido recém sujo com respingos do ferro.

3 - Limpando e desinfetando o ventilador.

O ventilador é uma benção em dias de calor, mas acumula muita poeira e acaba espalhando ácaros pelo ambiente todo! Uma boa maneira de acabar com isso, é com a limpeza completa periódica, pelo menos a cada 10 dias em meses de muito uso.
Para fazer essa limpeza, tiramos a parte da frente, que é removível, e lavamos com água e sabão. Porém as partes fixas, dão um pouquinho mais trabalho para limpar.
Para isso eu uso o álcool gel. Na parte das pás, limpo com ajuda de uma flanela. Mas nas grades, uso um pincel molhado no produto e vou passando. O pincel facilita o alcance e deixa bem limpinho. Vejam esse antes de depois:

Foto postada no Instagram @coisasdaalyne


Dicas simples, mas que fazem parte do nosso dia a dia, e facilitam a nossa vida!
Super beijo,

Alyne

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Como tirar manchas de suor em roupas.

Manchas causados pelo suor em roupas são muito desagradáveis!

Infelizmente, mesmo usando antitranspirante e mantendo uma boa higiene pessoal, elas insistem em aparecer.
A pior delas, na minha opinião, são essas que ficam com um aspecto “molhado”, porque são as mais visíveis, e acabamos deixando de usar as roupas quando ficam assim. Mas a solução é super simples e a mancha vai embora rapidinho!!
Vejam esse antes e depois: 

Imagem postada originalmente no Instagram @coisasdaalyne



Eu já nem usava mais essa blusa, mas ela voltou a ficar limpinha e eu conto como eu fiz!
Vocês precisarão apenas de:


1 colher de sopa de detergente

1 colher de sopa de lustra-­móveis

É bem simples. Misture os 2 ingredientes, espalhe sobre a mancha, deixe agir por 15 minutos e esfregue levemente com uma escovinha de dentes velha. Depois é só lavar normalmente e deixá-la secar. A mancha sai todinha!
Espero que gostem e seja muito útil pra vocês, assim como foi pra mim. 

super beijo,

Alyne