terça-feira, 16 de setembro de 2014

Porque nossos filhos são tão diferentes?

Se você é mãe (ou pai) de mais de um filho, já deve ter se perguntado isso pelo menos uma vez na vida!
Porque a gente educa igual, faz as mesmas coisas, dá a mesma comida, mas mesmo assim cada um é de um jeito?
Isso acontece porque cada ser humano é único! Cada um de nós nasce com características distintas, que formam nossa personalidade.
Quando temos um filho, precisamos aceitá-lo como ele é.
É claro que podemos influenciá-lo, não só nós, mas todo o ambiente que o permeia. Porém há características que são natas, elas impedem que criemos nossos filhos usando uma "receita de bolo".


Você pode ter um filho tímido e outro extrovertido; um pode ser organizado enquanto o outro é desligado; ou então um manhoso e o outro independente.


Quanto antes identificarmos essas características, mais fácil será educá-los.
Cada filho é único e precisa ser tratado assim.
Um grande erro, infelizmente muito comum, é os pais (ou um dos pais) demonstrarem preferência por aquele filho que tem a personalidade mais parecida com a sua, e por isso mais fácil de lidar.
Esse comportamento só faz reforçar as diferenças e ainda atrapalha o desenvolvimento cognitivo da criança, que se sentirá rejeitada.
O que devemos fazer é reforçar aquelas características positivas que cada um tem.
Por exemplo: o filho desorganizado não precisa ser lembrado constantemente dessa característica de forma pejorativa. Podemos incentivá-lo de uma maneira positiva - "filho, a organização nos ajuda a não perder tempo procurando nossas coisas. Tente colocar as coisas sempre nos mesmos lugares, para que assim você tenha mais tempo para brincar".
E nunca dessa maneira: "filho, porque você não é organizado como seu irmão?!"
Notaram a enorme diferença?
Esses detalhes fazem toda diferença no comportamento dos filhos, na saúde emocional deles e também no relacionamento entre eles.
Já viram quantos irmãos vivem em "pé de guerra"? Brigando pra ver quem é o melhor a vida toda? E quando os pais morrem, continuam a brigar, dessa vez por causa da herança! A raíz desse mau relacionamento está na infância. Em como os pais lidaram com suas características distintas. Reforçando-as negativamente.
Devemos fazer sempre o melhor para nossos filhos, e isso inclui tratá-los como indivíduos únicos.

Meus filhos são bem diferentes! Até durante as gestações e os partos rsrs Eu já sabia disso na teoria, mas pude comprovar na prática! A vontade era que todos fossem iguais e assim nosso trabalho seria menor. Mas acho que também seria menos enriquecedor.

Temos que incentivar as características positivas dos nossos filhos. Estimulando-os a desenvolver cada vez mais suas habilidades e aptidões, independentemente se são diferentes das do seu irmão. 
Não criamos nossos filhos para serem como nós desejamos, mas para alcançarem a plenitude de ser quem são.
Ame e respeite seu filho como ele é! Único e especial, uma obra-prima de Deus.


Um forte abraço!!

Alyne

Postar um comentário